Boletos e carnês

Campos dos boletos e linha digitável: o que significam?

Criado em 22 de jan. de 2018

(Atualizado em 21 de ago. de 2023)

Você sabe o que significam todos os campos dos boletos? Saber interpretar essas informações é crucial para identificar boletos falsos e não cair em golpes. 

O boleto bancário ainda é uma das formas bastante utilizadas para cobranças no Brasil. Esse instrumento de pagamento continua presente na vida do brasileiro, seja para a compra online ou pagamento de serviços. Um dos motivos da escolha é que muitas pessoas ainda possuem receio de fornecer os dados de cartão de crédito em compras online e acreditam que o boleto é mais seguro. 

Pensando nisso, preparamos um raio-x do boleto para que você entenda cada detalhe e fique mais seguro em suas compras. Acompanhe!

Boletos mais seguros

Por ser uma das formas preferidas de pagamento, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) realizou um processo de aprimoramento desta forma de emissão. Portanto, a emissão de boletos sem registro chegou ao fim.

SAIBA MAIS: Boleto registrado: quais as vantagens desse tipo de cobrança?

Com a Nova Plataforma de Cobrança, todas as informações das cobranças emitidas são centralizadas nas instituições bancárias. Isso permite que as instituições ligadas ao banco tenham acesso às informações contidas neste tipo de pagamento. O objetivo da mudança é proporcionar mais segurança para emissores e pagadores. 

Assim, a nova plataforma de cobranças traz muitos benefícios, como:

  • possibilidade de pagar um boleto vencido em qualquer banco ou instituição financeira;
  • diminuição das fraudes e das inconsistências de valores;
  • além disso, o cálculo de juros e multas em caso de atraso é realizado automaticamente no momento do pagamento da cobrança. Dessa maneira, não há necessidade de emitir uma segunda via do documento em caso de atraso. 

A Efí já se adequou a esta nova forma de cobrança e todos os boletos emitidos na plataforma são registrados. O investimento em um sistema de pagamentos pode ajudar a diminuir as burocracias e, além disso, diminuir o custo de emissão de cobranças por meio do banco.

Vantagens para os consumidores

Utilizar o boleto como forma de cobrança é importante para fidelizar clientes e deixá-los mais satisfeitos com o produto ou serviço oferecido. O boleto também oferece aos consumidores maior segurança nas transações, fator que ajuda a mitigar as falhas. 

Cerca de 34 milhões de pessoas não possuem conta em banco, como revela uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva. Os chamados “desbancarizados” movimentam cerca de R$ 347 bilhões por ano. 

Portanto, com a utilização do boleto bancário no seu negócio, essa parcela da população também pode ser contemplada. Caso o cliente possua conta em banco, também é possível cadastrar a cobrança em débito automático. Essa possibilidade ajuda na hora do pagamento, pois é comum as pessoas esquecerem de realizar o pagamento.  

Campos dos Boletos

O layout do boleto pode variar de acordo com o banco ou instituição emissora. No entanto, alguns campos dos boletos vão estar presentes em todos eles, enquanto outros são dispensáveis. Confira, abaixo, o que cada um significa!

  • Logotipo ou nome do banco emissor: é a instituição bancária responsável pela emissão do boleto.
  • Nome do cedente: nome da empresa ou pessoa responsável pela emissão do boleto junto ao banco.
  • Data do boleto: data em que o documento foi gerado.
  • Data de vencimento: data final em que o boleto pode ser pago sem a cobrança de juros e multas.
  • Agência/Código Cedente: número da agência bancária a que pertence a conta beneficiária.
  • Valor do título: valor do título, sem consideração de descontos, juros e multas.
  • Outros valores: campo para informação de valores de dedução, descontos, juros e multas.
  • Valor cobrado: valor final a ser cobrado após todas as contas.
  • Dados do sacado: nome e CPF ou CNPJ da pessoa que irá pagar o boleto.
  • Sacador/avalista: nome e CPF ou CNPJ da pessoa que irá receber o pagamento.
  • Número do documento: código de identificação da cobrança.
  • Código de barras: código fundamental para a leitura do boleto. Vamos falar mais sobre ele no próximo tópico.

Aprenda como calcular juros e multas de um boleto

Boleto com QR Code Pix 

O Pix elevou a qualidade na hora de pagar e nada mais justo do que oferecer a possibilidade de pagamento instantâneo também no boleto, não é mesmo?

Por isso, pode ser que em alguns bancos e contas digitais, como a Efí, você encontre no boleto um QR Code Pix. 

Assim, sempre que seu cliente escolher pagar fazendo a leitura do código tridimensional, o pagamento será disponibilizado para você no mesmo instante. 

CONHEÇA: Vantagens do Boleto com Pix (Bolix) — e como gerar na Conta Efí

Linha digitável do boleto x Código de barras

Esses dois campos dos boletos causam dúvidas para muitas pessoas. Apesar do código de barras e da linha digitável do boleto apresentarem as mesmas informações, elas são representadas de formas diferentes.

A linha digitável contêm todas as informações do boleto bancário e é por meio da sua leitura que o documento é identificado, pago e o valor é destinado para a conta correta.

Ou seja, enquanto o código de barras é a representação gráfica utilizada para a leitura em máquinas e computadores, a linha digitável é a representação numérica utilizada quando é necessário digitar manualmente a sequência de números.

O que significa a sequência de números da linha digitável?

A linha digitável do boleto é formada por 47 ou 48 dígitos separados em 5 campos, de acordo com a explicação descrita a seguir. 

  1. Os três números iniciais indicam o código do banco emissor, de acordo com tabela da Febraban.
  2. O quarto número representa o tipo da moeda: 9 para o Real e 0 para outras moedas.
  3. Os próximos 25 números são definidos pelo banco emissor. Cada instituição pode usá-los como preferir. Geralmente, eles trazem informações sobre a pessoa ou empresa cobradora, número da agência, número identificador do boleto, etc.
  4. O 30º número, que fica isolado em um campo, é o dígito verificador. Ele é gerado a partir do cálculo dos números anteriores e tem a função de garantir que os códigos estejam todos corretos.
  5. Os quatro números que aparecem depois do dígito verificador são fixos em “0000”.
  6. Os dez últimos algarismos indicam o valor do documento sem desconto. Ex.: se o boleto tem o valor de R$1000,00, o final será: 0000100000.

Com essas informações, você consegue até mesmo verificar se o boleto é legítimo ou não. O conhecimento desses dados é fundamental para evitar cair em possíveis fraudes. Então, fique atento!

Abra uma conta grátis e emita boletos ilimitados

Empreendedores com negócios de todos os tamanhos podem se beneficiar da emissão de boletos por meio das contas Efí Pro (negócios sem CNPJ) ou Efí Empresas (negócios com CNPJ).

Em ambas as modalidades de conta, é possível emitir boletos registrados sem tarifa de registro. Além disso, você pode personalizar o documento com a sua marca, configurar multas, juros e descontos, criar lembretes para os clientes antes do vencimento da fatura e ainda acompanhar relatórios completos das cobranças.

Escrito por

Sabrina Carvalho

Sabrina Carvalho é graduada em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Possui experiência em assessoria de imprensa e comunicação organizacional. É redatora na área de Comunicação da Gerencianet, onde desempenha atividades de produção de textos, assessoria de imprensa e gestão de mídias sociais.

Compartilhe nas redes:

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.